quarta-feira, 12 de agosto de 2009

É Proibido Proibir!

Tenho certeza que você, meu amado leitor, apóia 10 em cada 9 medidas que vêm sendo adotadas em São Paulo nos últimos meses. Porém, enquanto não baixarem uma lei proibindo o burro aqui de discordar, eu continuo me posicionando contra todas elas, e explico, tin-tin por tin-tin:

1) O feirante está proibido de gritar seus bordões na feira.
Oras bolas, “Moça bonita não paga, mas também não leva”, antes de ser proibido, devia ser declarado patrimônio cultural de nosso país!

2) A chamada lei cidade limpa.
É exagerada, o comerciante está praticamente proibido de anunciar sua mercadoria. É claro que muitas placas eram um exagero, mas bastava aplicar a lei que já existia, não precisava baixar esta lei marcial.

3) A lei seca.
Outro exagero. Considera-se alcolizado o motorista que tenha tomado um copo de cerveja ou até mesmo feito um simples gargarejo com desinfetante bucal... Até parece que os jovens vão deixar de tomar sua cervejinha na sexta à noite... E já que a lei os considera bêbados com a primeira, então... Manda duas, três! Que diferença faz?

4) A lei anti fumo.
Virou moda, proibi-se tudo nesta cidade! Não estava bom como estava: Fumódromos, áreas de fumantes e não fumantes etc? Essa história que a idéia é proteger o fumante passivo é balela, 24 horas por dia respirando o ar desta cidade é muito mais cancerígeno que 10 minutinhos do cigarro do vizinho!

5) Agora vão proibir a sacolinha plástica.
A exemplo do já ocorreu por ocasião da Lei Cidade Limpa, que desempregou todo um setor da nossa já combalida economia, as vítimas agora serão os fabricantes de sacolinhas. Gente, ao invés de proibir, por que não se fazer uma lei que obrigue o uso de plástico reciclado nas sacolinhas? Não seria muito mais racional? Dããã!

Acontece que racionalizar não é o intuito de nossos políticos, gerar multas sim! E essas leis são ótimas geradoras de multas, - além de terem custo de implantação quase zero para o Estado e garantirem o nome do político na mídia por meses!


Pensem nisso, caros (e)leitores! (Aproveitem que pensar ainda não foi proibido)

Ainda a respeito e bastante curioso:
http://www.parana-online.com.br/canal/tecnologia/news/391395/?noticia=10+PROIBICOES+RECENTES+E+CONTROVERSAS+PELO+MUNDO

6 comentários:

. fina flor . disse...

sim, querido, algumas leis são exageradas, como a anti-fumo, mas outras, num lugar onde tem taaaaaaaaanta gente se fazem necessárias, penso.

a da cidade limpa, sem cartazes, eu aaaamo rs*

beijocas e boa semana

MM.

Carla Arend disse...

assiste isto: http://www.youtube.com/watch?v=FK53c2jW2VU

todas as três partes
depois a gente volta a falar das sacolinhas e do governo. hehe...

Paulo D'Auria disse...

MM, querida, tudo tem seu lado bom! Eu é que sou pentelho mesmo: "se hay govierno, soy contra!"

Beijos!
Paulo

Paulo D'Auria disse...

Carla,

É claro que também sou a favor do meio ambiente! Só acho que nem tudo se resolve simplesmente proibindo as coisas. Apenas reclamo porque acredito que o governo está no caminho errado.
Acho que seria muito mais inteligente se usássemos sacolinhas recicladas, e depois de usadas as mandássemos reciclar novamente.
Mas, onde estão os postos de coleta seletiva em São Paulo?
Outra coisa, as pessoas não vão carregar suas compras na mão, mas vão passar a usar sacolas de papel, e o papel vem da madeira.
Se podemos usar madeira de reflorestamento, por que não podemos usar plástico reciclado?

Obrigado pelo comentário!
Paulo

luizpagano disse...

Com este monte de proibição não consigo mais ser eu mesmo, nada como as leis para te botar na linha – nunca tive bom senso mesmo!! Rsrsrs

Abc!

Paulo D'Auria disse...

Pois é, Luiz, nem eu!!! Rsrsrs!
Polemizo por prazer, pelo menos enquanto não proibirem!!!

Abração!
Paulo.

Em tempo: esqueci de mais duas proibições paulistanas:

6) O congresso nacional aprovou, mas nossa proibifeitura vetou a circulação de mototaxis na cidade.

7) A proibição dos ônibus fretados. Um ABSURDO que dificultou a vida de metade da população!!!