sábado, 15 de novembro de 2008

Os 10 mandamentos do paulistano

Porque viver em São Paulo é uma lição de cidadania por dia

1) Farás das compras no supermercado seu passeio dominical com a família.
2) E, estando lá, não respeitarás vagas exclusivas para deficientes físicos e idosos.
3) E, estando lá, passarás 14, 16, 18 ítens no caixa rápido para 10 ítens.
4) Na fila do caixa puxarás assunto com seu colega paulistano, dirão que o desemprego e a carestia estão pela ora da morte e, conversa vai, descambarão a falar mal dos nordestinos (Ah, o discreto charme da xenofobia paulistana...).
5) E, já que estamos falando nisso: apoiarás toda medida populista de qualquer prefeitozito medíocre que soltar os cachorros contra os camelôs.
6) No dia a dia: mandarás sua mãe ao banco para pagar suas contas na fila preferencial do idoso.
7) Não recolherás o cocô de seu cachorro da calçada.
8) Desperdiçarás água lavando o carro e a calçada meticulosamente.
9) Usarás preferencialmente a buzina, só em último caso o freio.
10) Não respeitarás a lei do silêncio após às 22:00h (Aliás, nem após às 23:00h, às 00:00h, às 2:00h... Ou seja, não respeitarás hora alguma).

2 comentários:

Fernanda ಌ disse...

Oi Paulo, que delícia esse blog, vou pedir sua permissão e jogar um link para essa postagem num blog que estou montando sobre Sampa.

Vou chupinhar muitas de suas postagens, mas não copiar e colar, só jogar o atalho, tá?

Parabéns, bjs!

*brilhante, como sempre

Leonardo Silvestre disse...

Boas festas Paulistas!

Pessoas do mundo inteiro vêm ao Brasil só para conhecê-la e acabam ficando e formando raízes, mas também não é por acaso, ela sabe recepcionar e acolher seus visitantes. Mas infelizmente ela perdeu o seu gramu, o seu charme, deixou de ser vaidosa, anda mal tratada. Ela não atrai mais olhares como antigamente.
Todo o dia eu a vejo sempre correndo, trabalhando de dia e de noite para dá de comer aos seus filhos. Sempre com muita pressa ela passa desfilando o seu uniforme cinza e cafona, desgastado pelo o tempo. Suas qualidades e prestígios passam despercebidos aos olhos da multidão. Hoje tem festa na cidade e ela resolveu se arrumar.

De vestido branco ela se vestiu para a festa
E com uma garrafa de champanha na mão
Desejou á todos boas festas.
De salto alto ela desfilou graciosamente
Sem perde o rebolado.
Enquanto chuvas de pétalas de rosas
Caiam de todos os lados
Sobre ela
Fogos de artifícios coloriam o céu.
Como ela é linda... É linda sim.
Paulista
Quem ti viu e quem ti ver
Não a de ti esquecer
Paulista
Cidade de Deus
Abençoada por Deus
De seus filhos nunca ouvirá um adeus,
Pois é mãe gentil
Assim como os seus filhos
Iluminados e ilustres
Assim como você Paulista
Aprendeu a samba
Com o homem da cor de café
Os teus filhos aprenderam
A samba na ponta do pé
Com o homem da cor de café
Os teus filhos aprenderam
A respeitar as diferenças e aceita-las
Pois são sábios
E como você Paulista
Eles são acolhedores e hospitaleiros;
Pois são todos brasileiros
Filhos de Deus.

Produzido por: Leonardo Silvestre.
Contato: spsantos2@hotmail.com
Site: http://spsantos2.spaces.live.com/default.aspx