terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Alaga, São Paulo!

Recentemente, em um curso de Educação Patrimonial com o professor e arquiteto Clovis Roberto dos Santos Filho, descobri este quadro pintado por Benedito Calixto representando uma inundação na capital paulista em 1892.

Foi então que percebi, não adianta amaldiçoar políticos ou São Pedro, a culpa desse calvário que os paulistanos enfrentam com as chuvas ano após ano, é apenas nossa, nossa e de mais ninguém.

Ocupamos as várzeas do Tietê e Pinheiros, retificamos rios, canalizamos córregos, acreditamos tolamente que podíamos domar a Mãe Natureza, mas não podemos.
A única solução para o problema das enchentes em São Paulo é devolver aos rios o que é dos rios.
Ao contrário de ampliá-las (ampliando junto seus problemas), as marginais deveriam ser transformadas em um grande parque urbano, que cumpriria sua função de várzea nos dias de cheia, e serviria de área de lazer aos paulistanos nos dias de sol.

Impossível?
Então só nos resta continuar, inultimente, amaldiçoando políticos e São Pedro até fim de nossos dias.

Um comentário:

Caranguejúnior disse...

Boa Paulão!
continue gritando alto...

abraço!